O que é o Ethereum? O Guia Final para Iniciantes.

O que é o Ethereum? O Guia Final para Iniciantes

Alex Moskov

 

Este artigo foi postado originalmente, em inglês, em coincentral.com

Ethereum é uma plataforma de código aberto, baseada em blockchain que essencialmente permite que centenas de criptomoedas descentralizadas e projetos sejam construídos e implementados sem a necessidade de construir suas próprias blockchains.

Com o segundo maior valor de mercado no mundo das criptomoedas, a Ethereum atraiu muita atenção de investidores e entusiastas de criptografia.

A Ethereum não só apresenta uma mudança significativa no status quo, como também permite o rápido desenvolvimento e implantação de novas aplicações apresentando soluções de nicho para vários setores.

Embora a utilidade da Ethereum seja óbvia para os programadores e para o mundo da tecnologia como um todo, muitas pessoas com menos conhecimento de tecnologia têm dificuldade em entendê-la. Projetamos este guia para atrair tanto multidões quanto iniciantes e intermediários de criptografia nessa criptomoeda com potencial para mudar o mundo.

Ethereum vs. Bitcoin

Se você está interessado em Ethereum, é provável que você tenha algum tipo de conhecimento básico sobre o Bitcoin.

Todas as criptomoedas inevitavelmente são comparadas com o Bitcoin e, francamente, torna a compreensão delas muito mais fácil.

O Bitcoin foi lançado em 2009 como a primeira criptomoeda do mundo, com o objetivo único de criar uma moeda universal descentralizada. Essa moeda não exigiria instituições financeiras intermediárias, mas ainda assim garantiria transações seguras e válidas. Isso foi possível graças a uma tecnologia revolucionária chamada “blockchain”.

O blockchain é um livro digital, gravando e verificando registros continuamente. É usado para rastrear e verificar as transações do Bitcoin. Como a rede global de nós de comunicação mantém o blockchain, ele é praticamente incorruptível. À medida que novos blocos são adicionados à rede, eles são constantemente validados.

Semelhante ao Bitcoin, o Ethereum é uma rede blockchain pública distribuída. Mas apesar do  Ether (criptomoeda da rede Ethereum) e Bitcoin serem criptomoedas que podem ser trocadas diretamente entre os usuários, existem muitas diferenças substanciais entre elas.

O Bitcoin, por exemplo, utiliza blockchain para rastrear a propriedade da moeda digital, tornando-a um sistema de dinheiro eletrônico peer-to-peer extremamente eficaz. Ethereum, por outro lado, se concentra em executar o código de programação de um aplicativo. Os desenvolvedores de aplicativos o utilizam amplamente para pagar por serviços e taxas de transação na rede Ethereum.

Tanto o Bitcoin quanto a Ethereum são “descentralizadas”, o que significa que elas não têm controle central ou autoridade de emissão. Respectivos mineiros operam cada rede validando as transações para ganhar bitcoin (para Bitcoin) ou ether (para Ethereum).

Se você ainda está tendo problemas em fazer a distinção, as palavras do Dr. Gavin Wood – um dos cofundadores da Ethereum – podem ajudar:

“Bitcoin é em primeiro lugar uma moeda; esta é uma aplicação particular de um blockchain. No entanto, está longe de ser a única aplicação. Para dar um exemplo passado de uma situação semelhante, o e-mail é um uso particular da internet e, com certeza, ajudou a popularizá-lo, mas há muitos outros. ”

Ethereum é simplesmente a aplicação da tecnologia blockchain para um propósito completamente diferente.

O que é o Ethereum?

Simplificando, o Ethereum é uma plataforma descentralizada baseada em blockchain na qual aplicativos descentralizados (Dapps) podem ser construídos.

  • Lembre-se, blockchain é um banco de dados sem servidor central que rastreia todas as transações e trocas. A grande maioria das criptomoedas e projetos descentralizados é executada em alguma aplicação de blockchain.
  • Em breve, abordaremos os aplicativos descentralizados, chamados de Dapps, mas saberemos que eles são aplicativos que servem a um propósito específico para um usuário. Apertem seus cintos de segurança, alguns desses Dapps são incríveis.

O apelo da Ethereum é que ela é construída de forma a permitir que os desenvolvedores criem contratos inteligentes. Contratos inteligentes são scripts que executam tarefas automaticamente quando certas condições são atendidas. Por exemplo, um contrato inteligente poderia tecnicamente dizer “pague a Jane US$ 10 se ela enviar um artigo de 1000 palavras sobre cabras até 15 de setembro de 2018” e pagaria a Jane assim que as condições fossem cumpridas.

Esses contratos inteligentes são executados pela Turing-Complete Ethereum Virtual Machine (EVM), operada por uma rede pública internacional de nós.

A criptomoeda da rede Ethereum é chamada de ether. O ether possui duas funções diferentes:

  1. Compensar os mineradores full nodes que alimentam a rede. Isso mantém as coisas funcionando sem problemas em um nível administrativo.
  2. Pagar as pessoas sob as condições de contratos inteligentes. É isso que motiva os usuários a trabalharem na plataforma Ethereum.

Se você ainda está um pouco confuso, não se preocupe. A tecnologia subjacente é complicada, mesmo em um nível superficial.

No final deste guia, você terá uma compreensão melhor do Ethereum do que 99,999% das pessoas por aí… e isso é um bom começo!

Analisaremos no próximo artigo coisas como o funcionamento do Ethereum, a história do Ethereum e alguns dos Dapps interessantes em exibição na plataforma Ethereum.

 

O que você procura?