Dicas de como elaborar um pedido de registro de marcas

© 2018  Dinamara Lopes

Um tema comum entre a maioria das pessoas em tempos de desenvolvimento de novas tecnologias e negócios é o Empreendedorismo. Mas empreender requer alguns cuidados, um deles é a escolha e registro da marca.

Investir em um negócio sem se preocupar em realizar uma busca e o consequente registro da marca junto ao INPI, pode gerar um alto custo e muito preocupação, quando você descobre que já existe alguém utilizando a mesma marca que você e, pior que isso, com registro no INPI, que é o órgão responsável pelos registros de marcas no Brasil.

Por isso, vamos relacionar 8 aspectos importantes a serem observados no processo de registro da sua marca:

  1. Faça uma boa busca de viabilidade de sua marca junto ao INPI e em outros sites de busca, pois é nesse momento que você levanta as anterioridades que podem atrapalhar o seu registro;
  1. Não inicie a divulgação da sua marca antes de realizar a busca e iniciar o processo de registro;
  1. Cuidado com marcas muito descritivas, genéricas ou relacionadas ao produto ou serviço que identificam, pois estas não são passíveis de registro.
  1. Atenção com as expressões estrangeiras, pois elas são consideradas como sua tradução em português.
  1. Expressões de propaganda não podem ser registradas como marca.
  1. Após o pedido de registro da marca é importante que sua marca seja monitorada para impedir que terceiros tentem registrar marcas desnecessariamente semelhantes, evitando a diluição da marca.
  1. Não deixe de se manifestar em caso de Oposição, você tem o prazo de 60 dias para o fazer.
  1. Procure sempre um especialista para auxilia-lo no processo, que pode demorar e apresentar algumas surpresas, o especialista vai ajudar a minimizar riscos e custos.

Start typing and press Enter to search

mutuobitcoin